Sobre a vitória por 3-2 sobre o Sporting

«Foi um jogo normal, não merece comentários de maior. Foi mais uma vitória, não era imprescindível mas era importante para manter a nossa invencibilidade».

Sobre as críticas de José Couceiro à arbitragem

«Não sei do que ele está a falar, mas acho que vai deixar de jogar no Sporting para ir para o futebol espanhol».

Jogo de quarta-feira com o Benfica, da segunda-mão das meias-finais da Taça de Portugal

«Se quiserem apagar a luz não há problema, nós sabemos o caminho, mesmo sendo por túneis que há ter cuidado;

Admito que não será fácil recuperar [2-0]. O Benfica tem a vantagem de estar mais folgado porque hoje poupou muitos jogadores. Nós vamos tentar virar o resultado, toda a gente sabe desde o princípio que a grande prioridade era o campeonato, já alcançada. É uma época fantástica e vamos tentar virar o resultado»;

«Não sei se é o jogo da época para o Benfica, para nós não é. O mais importante foi aquele que ganhámos lá para o campeonato».

Soube a continuidade de Villas-Boas

«Ainda hoje o presidente do Sporting lembrava que o Mourinho, antes de vir para o FC Porto tinha um pré-acordo para ir treinar o Sporting, através de Luís Duque.Curiosamente, o André Villas-Boas também teve um pré-acordo com o Sporting no tempo do Costinha e ele escolheu o FC Porto. O Villas-Boas tem pela frente uma grande carreira como treinador».

«Acho piada lembrar agora, quando um “expert” disse que contratei um treinador à pressa. Eu achava que tinha escolhido bem. No final de contas eu fiz à pressa e bem»

«Para mim foi fácil trabalhar com Mourinho e agora também o está a ser com André Villas-Boas. São extremamente competentes, e é fácil de trabalhar com gente competente e dedicada».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.