Mais do que formação, o centro de estágio do Seixal tem sido uma fonte de rendimentos para os cofres 'encarnados'. A venda de Lindelof ao Manchester United fez com que o centro de treinos do Benfica garantisse uma verba acima dos 200 milhões de euros.

Segundo avança o jornal Record, foram nove os jogadores que já garantiram uma verba de 215,75 milhões de euros, sem contar com mais-valias.

O primeiro grande negócio das 'águias' foi André Gomes, em 2014. O médio português começou a dar nas vistas nos juniores do Benfica, tendo sido vendido ao Valência por 15 milhões de euros.

Bernardo Silva foi o segundo jogador a garantir uma verba importante para o clube 'encarnado'. Em 2014/2015, o jogador transferiu-se para o Mónaco por 15,75 milhões de euros.

Hélder Costa para o Wolverhampton (15 milhões), João Cancelo para o Valência (15 milhões) e Ivan Cavaleiro para o Mónaco (15 milhões) foram outros negócios que renderam importantes verbas ao Benfica.

Nesta última temporada, já são três os jogadores que garantiram mais milhões para os cofres das 'águias'. Gonçalo Guedes foi vendido em janeiro ao Paris Saint-Germain, por 30 milhões de euros. Já Ederson e Lindelof foram as mais recentes vendas do Benfica, tendo conseguido um valor combinado de 75 milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.