Sérgio Conceição foi controntado este sábado com a possibilidade de Brahimi ser castigado na sequência de uma queixa apresentada pelo S.L. Benfica e lamentou o clima criado no futebol pelos departamentos de comunicação dos clubes.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Belenenses, o treinador do F.C. Porto foi questionado sobre o recente caso de Brahimi que poderá ser castigado pelo Conselho de Disciplina da F.P.F na sequência de uma queixa do S.L. Benfica.

"Falamos disso e não falamos da boa equipa do Belenenses? No ano passado havia novelas das denúncias anónimas. Este ano está a pegar-se nos jogadores individualmente. Não tenho de dar exemplos do Herrera na final [da Superataça] contra o [Desportivo das Aves], em que o meu jogador foi agredido e ficou a sangrar. Ninguém falou nesse lance. Vejo papaguear e vejo os dirigentes na tentativa de desestabilizarem e criarem guerrilhas. Gostava que fosse um campeonato dos adeptos, dos comentadores que falam de futebol, e não do futebol. Que critiquem treinadores pelas opções que tomam, pela estratégia de jogo que apresentam. Queria muito que isso acontecesse. Cada vez que ligamos a televisão vemos coisas que não fazem bem ao futebol. A forma apaixonada como estou no banco acho que é normal. Fazer disso anormal é que não é normal. [Agora] É normal um jogador dar uma cotovelada e abrir a cabeça num lance. Fazer caso de outros lances é que é anormal. Quero dizer que o jogo é bonito e apaixonante, move muita gente e devia haver mais respeito", atirou Sérgio Conceição.

Em relação ao foco de Brahimi no F.C. Porto, o treinador garantiu que se assim não fosse não estava a jogar.

"Sempre esteve assim. Excetuando no último caso que tivemos [com Marega], todos estão muito comprometidos e envolvidos. Viram o caso de Marcano que saiu e esteve focado durante todo o ano, jogou e foi peça chave. Reyes a mesma coisa, sempre que foi chamado deu contributo de forma exemplar. Não tenho um jogador que não estivesse envolvido. Há sempre situações criadas de fora, imprensa, empresários, mas conseguimos... Essa união foi a nossa grande força no ano passado. E quem não está com essa força não cabe ali dentro, não tem lugar no balneário", sentenciou Sérgio Conceição sobre o assunto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.