Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, em declarações à Sport TV, após a vitória em casa sobre o Gil Vicente.

O jogo: "Foi difícil pela ineficácia ofensiva. É verdade que não  entrámos bem no jogo, pensámos em dar uma dinâmica à equipa com gente que conseguisse entrar por dentro, com jogadores criativos como o Nakajima e o Fábio Vieira, dar essa possibilidade de criar espaços onde haviam poucos, dando largura ao Manafá e ao Corona e tendo dois avançados na frente.  Foi uma dinâmica inicialmente arrojada, mas por vezes não é com muita gente na frente que se cria perigo. Foi percebendo isso depois de 15/20 minutos, ajustei uma ou outra coisa e depois começámos a criar algumas situações de perigo, já com o início da segunda parte retifiquei mais algumas coisas, criamos imensas ocasiões, incluindo um penalti e se hoje estivéssemos certeiros na finalização saíamos daqui com um resultado bastante volumoso"

Novo desenho tático: "Você acha que jogando com três defesas e sete jogadores na frente é adaptar a alguma equipa? É querer dar um volume de jogo ofensivo muito grande e querer amassar o adversário, foi isso que fizemos. Agora o Gil Vicente foi bravo a defender, dentro daquilo que era o seu processo defensivo, conseguiu controlar com uma boa agressividade no jogos, principalmente na primeira meia hora e nós dentro dessa primeira meia hora temos duas ou três ocasiões para fazer golo. Se os adversários se dão por satisfeitos quando os nosso laterais vão com os laterais adversários... muito pouco ambiciosos são os que pensam dessa forma, mas não tenho de entrar por ai. (...) Hoje se marcássemos com quatro ou cinco golos ninguém se escandalizava com isso"

Entrada de Baró: "Queria continuar com o Fábio Vieira e com o Nakajima que estavam muito bem no corredor central. O Toni é um jogador muito esforçado, que tem feito uns treinos muito bons, que mereceu a minha confiança hoje, que merece confiança no futuro, saiu ao intervalo porque eu achava que necessitávamos de ajustar as situações que ajustamos ao intervalo. E fizemos um segundo tempo em que praticamente só nesta parte final, quando o Zaidu foi expulso e com bolas longas é que o Gil Vicente conseguiu criar algum perigo"

Lesão de Zaidu: "Alguns jogadores, Sérgio Olveira, Romário, levaram entradas fortes mas faz parte do jogo, foram rápidos a tirar a bola da zona e tiveram azar que o adversário acertasse nas pernas"

Evanilson: "São meninos que chegam ao FC Porto, a um clube desta dimensão e que estão a fazer o seu percurso de trabalho. Estão-se a entrosar da melhor forma, têm uma humildade incrível naquilo que é a aceitação do trabalho, daquilo que é a nossa mensagem. A qualidade está lá, agora é dar algum tempo"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.