Sérgio Conceição analisou a conquista do título e o triunfo da equipa no estádio do Dragão sobre o Feirense.

Ter sido campeão no hotel?

"Houve a particularidade de sermos campeões ontem. Aconteceu a questão do hotel. Deitamos-nos às quatro ou cinco da manha, contra uma equipa que tentou fazer o máximo para levar um ponto e que só tinha mais quatro ou cinco golo que o Sporting e SC Braga. É uma equipa bem organizada.

Importância de vencer

"Queríamos brindar estes adeptos com uma vitoria. Ainda não acabou. Falta um jogo. Queremos atingir os 88 pontos e desfrutar".

Dar minutos a jogadores para serem campeões

"Sabíamos que estávamos limitados, optei por deixar o Osório de fora. Estou aqui para ganhar os jogos. Trabalhamos sempre para conseguir vitórias. Nunca fui simpático e hoje tive que ser exatamente igual. Há jogadores que merecem ser campeões (osório) mas estão sempre três pontos em jogo. E não podemos esquecer que há equipas que jogam a permanência. Temos que ser sérios.

Próximo jogo frente ao Vitória?

"Temos mais um jogo e estamos desfrutar do momento e depois é pensar no jogo que temos contra o Vitória de Guimarães que temos para ganhar.

Vinha para ensinar e não para aprender? o que é que ensinou mais? De quem é o mérito do título?

"Faço parte da estrutura Porto. Houve gente por trás de mim. Desde o cortador de relva... marketing, roupeiro, e os jogadores. Mérito? Eu sou a cara e o líder é normal. Destacar os 3 grandes rivais que estivemos pela frente que deram mais ênfase à vitória".

Triunfos como jogador e treinador? Diferenças?

"São todos diferentes e todos saborosos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.