Com duas vitórias em outros tantos jogos para o campeonato, o FC Porto recebe este sábado o Vitória de Guimarães. Para Sérgio Conceição, este será o duelo mais desafiante para os 'dragões' até à data.

"Esperamos um jogo difícil, perante uma equipa que se reforçou muito bem. É, talvez, o plantel mais equilibrado do Vitória nos últimos anos. Tem três derrotas em jogos oficiais, mas os jogos são todos diferentes e com certeza querem inverter isso amanhã. Esperamos um jogo muito difícil, talvez o mais difícil que esperamos ter até hoje. Temos que fazer aquilo que procuramos sempre, que é jogar no máximo da vontade de vencer, dentro de uma dinâmica habitual, e ganhar os três pontos", disse o técnico portista em conferência de imprensa.

"Eu estive em situações em que estive três ou mais jogos sem ganhar. O jogo seguinte é uma oportunidade para inverter o ciclo. Jogando com um grande há certamente menos responsabilidade e pode ser ideal para inverter este ciclo. Não esperamos nenhuma facilidade", salientou.

O treinador portista abordou ainda a "fraca exibição" frente ao Belenenses, na última jornada:

"Foi um mau jogo da nossa parte frente ao Belenenses. Falámos com a equipa, e não fomos iguais a nós próprios. Sem bola tivemos muitas dificuldades. Foi o pior jogo que fizemos desde que estou aqui. Por vezes, acontece. Trabalhámos esses momentos para voltarmos a fazer o que fizemos tão bem", acrescentou.

A uma semana do fecho do ‘mercado’, Sérgio Conceição foi questionado sobre a importância de contratar reforços para o FC Porto, mas o assunto foi desvalorizado.

"Todas as questões de ‘mercado’ ficam à porta do Olival nesta altura. Falei sobre isso quando tinha de falar. O mais importante são os jogadores que tenho à disposição e que são aqueles com que posso contar", referiu ainda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.