O presidente da Assembleia-Geral (AG) do Paços de Ferreira, Fernando Sequeira, afirmou na quinta-feira que, "neste momento, seria irresponsável dizer que há direção", mas admitiu uma possível continuidade do atual presidente ou alguém da sua equipa.
«Temos mantido contactos diários nestes últimos dias e na quarta-feira tivemos a sensação de que é possível a continuidade do presidente ou emergir alguém da sua direção», disse Fernando Sequeira aos cerca de 50 associados que marcaram presença na AG.
Sequeira lembrou o cansaço e a quebra de patrocínios para justificar o impasse, anunciado pela inicial indisponibilidade do presidente Carlos Barbosa, afirmando ser «necessário trabalho para colmatar a lacuna grave» da falta de patrocínios, numa alusão ao apoio da autarquia local.
O presidente da AG defendeu, ainda assim, que «deve ser esgotada a solução de continuidade» e, para descansar os presentes, lembrou que «o clube tem 62 anos e seguramente haverá alguém que tome conta do clube».
Numa reunião que não ultrapassou os 20 minutos, foi estabelecido o calendário eleitoral, ficando definida como data limite para a entrega de listas as 18:00 do dia 31 de maio e a respetiva eleição a um de julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.