O extremo holandês Soufian Moro deixou de integrar os treinos do União da Madeira, depois de não ter chegado a acordo com o clube que subiu à I Liga portuguesa de futebol.

O extremo holandês, de 22 anos, oriundo do PEC Zwolle, pelo qual participou em 11 partidas, entre as quais uma na Liga Europa e apontou um golo, estava a treinar à experiência às ordens de Luís Norton de Matos.

Durante esse período, Moro participou no Torneio Capital do Móvel, que terminou no domingo e foi vencido pelo Boavista, precisamente frente ao União da Madeira.

Também o extremo esquerdo guineense João Mário, que se encontrava cedido pelo Desportivo de Chaves ao União da Madeira, acabou por abandonar a equipa madeirense.

O plantel do emblema madeirense, que regressou à I Liga duas décadas depois, ainda não está fechado.

A equipa vai continuar a estagiar em Leça da Palmeira até ao próximo dia 31 de julho, estando ainda agendados durante esse período encontros de preparação com o Arouca, em Arouca, no dia 30 de julho, e no dia seguinte ante a Sanjoanense, em São João da Madeira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.