A Sport TV alcançou em junho "o seu recorde máximo" em 20 anos de existência em subscritores adicionais, ao angariar "21 mil subscritores diretos líquidos", disse, em entrevista à Lusa, o presidente executivo, Nuno Ferreira Pires.

"A Sport TV em junho conseguiu acrescentar, além de todo o parque que já tinha instalado (...), à entrada do Mundial mais 21 mil subscritores diretos líquidos, ou seja, já estou a descontar entre os que entraram e os que saíram do canal", afirmou o gestor.

Estes dados representam o "recorde máximo histórico de sempre em 20 anos em subscritores adicionais", salientou o presidente executivo.

"Junho continua a ser, e sempre foi um mês difícil, que é o chamado mês de defeso desportivo, e mesmo em épocas de Mundial e Europeu, em que muitas vezes há um acréscimo de subscritores - há mais clientes naquele momento em concreto que gostam de se juntar à família Sport TV -, o número nunca foi tão expressivo", prosseguiu.

Segundo Nuno Ferreira Pires, que assumiu a presidência executiva da Sport TV (detida pela NOS, Vodafone, Altice e Olivedesportos) em setembro do ano passado, estes dados demonstram que a Sport TV está de boa saúde.

Apesar de não divulgar o número de clientes da Sport TV, o gestor adiantou que no ano passado "o parque ficou estável", salientando que "houve um ligeiro decréscimo de subscritores no finaldo período, mas isso não é expressivo".

No ano passado, as receitas da Sport TV rondaram os cerca de 200 milhões de euros.

Uma das novidades este ano do grupo é a aposta nos jogos da II Liga de Futebol.

"Não já no início, na primeira jornada, mas conto entre a terceira e a quarta jornada provavelmente" a Sport TV estar a "transmitir na íntegra todos os jogos da II Liga, que é uma coisa que hoje ainda não tem a atração total para o telespetador".

No entanto, "achamos fundamental ajudar a que competições, a II Liga neste caso, possam subir o seu valor em Portugal, possam também ser internacionalizáveis eventualmente e se consiga alastar mais o valor que hoje está muito concentrado em uma, duas ou três competições, que é a Liga NOS, a taça da Liga e a Taça de Portugal", acrescentou.

"A Sport TV orgulha-se muito de ao investir para comprar um produto específico, são direitos de transmissão televisiva, ao mesmo tempo está a contribuir de uma forma extraordinária para o desporto nacional", sublinhou.

Também este ano a Sport TV vai disponibilizar a modalidade de raguebi no hemisfério sul, que é uma das novidades.

Nuno Ferreira Pires acrescentou que a Sport TV vai continuar a apostar na inovação, tecnologia e na qualidade dos seus conteúdos, sendo que o primeiro grande desafio visa garantir que os clientes se mantêm adeptos dos serviços da empresa.

Sobre a sua experiência à frente da Sport TV, que dura há quase um ano, Nuno Ferreira Pires classificou-a de "extraordinária".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.