O Sporting garantiu os três pontos diante do Moreirense antes do 'clássico' com o FC Porto, mas perdeu Gelson Martins, o herói que deu a vitória à equipa de Jorge Jesus já no período de compensação do jogo que encerrou a 24ª jornada. O extremo leonino foi o 'coração' de uma 'equipa febril' fustigada pela gripe, mas faltou o descernimento necessário nos festejos dedicados a Rúben Semedo para marcar presença no Dragão. A equipa de Petit jogou em superioridade numérica a partir dos 61' minutos com a expulsão de Petrovic já depois de um golo anulado a Aouacheria pelo vídeo-árbitro aos 52' minutos. As bancadas de Alvalade chegaram a temer o pior e foram do 'céu ao inferno' aos 92' minutos quando Gelson resolveu a partida e acabou expulso por tirar a camisola para dedicar o golo da vitória a Rúben Semedo, a contas com a justiça espanhola. Jorge Jesus resguardou vários jogadores importantes para o clássico de sexta-feira, mas perdeu o seu principal 'agitador' para o jogo no Dragão.

Muitas poupanças e algumas novidades num onze improvisado por Jorge Jesus

Jorge Jesus foi obrigado a fazer várias alterações na equipa do Sporting que defrontou o Moreirense. Sem poder contar com Fábio Coentrão, Piccini, Ristovski, João Palhinha e William Carvalho devido a uma gripe, o técnico leonino optou por apostar na adaptação de Battaglia e Acuña para as laterais da defesa. Com a indisponibilidade de William Carvalho, Jorge Jesus recorreu a Petrovic para jogar ao lado de Bruno Fernandes e no ataque Montero fez dupla com Doumbia com Gelson Martins e Bryan Ruiz nos extremos atacantes.

Moreirense entrou confiante em Alvalade, mas terminou a primeira parte encostado às 'cordas'

Petit tinha prometido na antevisão do jogo uma equipa determinada em provocar o caos em Alvalade e logo nos intantes iniciais a formação de Moreira de Cónegos mostrou ao que vinha com Tozé com licença para rematar sempre que possível. Rui Patrício 'encaixou' o recado e ficou atento. A equipa de Jorge Jesus reagiu, assumiu as despesas do jogo, e Bruno Fernandes tentou 'agarrar' as circunstâncias para 'empurrar' a sua equipa para a frente. Montero e Doumbia não conseguiam contornar marcação de dos centrais André Micael e Mohamed Abarhoun e o perigo leonino acabou por ser personificado pela irreverência de Gelson Martins e a experiência de Bryan Ruiz. No final da primeira parte, o Sporting teve três ocasiões flagrantes de golo, mas a falta de pontaria de Bruno Fernandes e André Pinto acabaram também por permitir a Jhonatan brilhar em Alvalade

Aouacheria festeja golo na segunda parte, mas Tiago Martins consultou o VAR e anulou o lance

No arranque da segunda parte, Petit lançou o jovem médio Alfa Semedo e o Moreirense voltou a mostrar que queria pontuar em Alvalade, mas Gelson Martins voltou a criar muito perigo nas alas obrigando Jhonatan a aplicar-se. Aos 52' minutos, um passe longo de Tozé descobriu Aouacheria perto da área contrária. O médio francês de 23 anos ganhou vantagem sob Bruno Fernandes e isolado frente a Rui Patrício atirou para o fundo das redes. No entanto, o árbitro Tiago Martins recorreu ao vídeo-árbitro e anulou o lance por domínio de bola com o braço de Aouacheria.

Apesar do lance isolado, a formação comandada por Petit não baixou os braços e foi à procura de ser feliz em Alvalade. Quatro minutos depois do lance anulado a Aouacheria foi a vez de André Micael colocar Rui Patrício à prova com um cabeceamento que levava selo de golo. No entanto, Rui Patrício aplicou-se e respondeu ao central de Moreira de Cónegos com uma enorme defesa recambiando o 'embrulho' para outro remetente.

A entrada de Rafael Leão, a expulsão de Petrovic e o golo 'agridoce' de Gelson Martins aos 92' minutos

Com os minutos a passar e o marcador a 0-0, o jogo começava a complicar-se para o Sporting. Jorge Jesus decidiu lançar Rafael Leão para o lugar de Montero para 'outros voos', mas uma decisão do quarto árbitro acabou por levar Tiago Martins a mostrar o segundo cartão amarelo a Petrovic. O médio sérvio saiu a protestar com a decisão do árbitro depois de ficar incrédulo com a decisão. Com os anfitriões a jogar em inferioridade numérica, o Moreirense jogou no 'desespero' do Sporting em acercar-se da baliza de Jhonatan e Petir lançou na partida Dramé e Rafael Costa. O avançado francês ainda criou uma situação de perigo perto do final, mas seria o Sporting a conquistar os três pontos já no período de compensação numa jogada iniciada em Rafael Leão e finalizada por Gelson Martins. Com poucos minutos para acabar o jogo, o extremo leonino arriscou o remate e acabou por ser feliz, uma vez que o esférico desviou em André Micael e acabou por 'trair' Jhonatan. Nos festejos, Gelson quis dedicar o golo a Rúben Semedo e tirou a camisola. O árbitro não deixou passar esse pormenor e deu o segundo cartão amarelo ao jovem jogador, que assim falha o jogo de sexta-feira com o FC Porto, no Estádio do Dragão.

Momento do jogo

O golo de Gelson Martins garantiu os três pontos num jogo que se estava a tornar complicado para o Sporting perante um Moreirense muito bem organizado na sua defesa. O remate do número 77 acabou por 'desviar' num adversário com a bola a entrar no fundo da baliza. A sorte protege os audazes, mas neste caso, a própria sorte acabou por não salvaguardar a reação emotiva de Gelson Martins, que ao tirar a camisola acabou por 'retirar-se' de um dos jogos mais importantes da época para os 'leões'. Uma pena!

Jorge Jesus lamenta ausência de Gelson no Dragão: "Vai para a bancada com o Rúben Semedo"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.