O Sporting, que saiu sensacionalmente com a liderança reforçada da última ronda, tem no sábado a possibilidade de dar novo passo de ‘gigante’ rumo ao 19.º título de campeão português de futebol, na receção ao lanterna-vermelha Nacional.

Em embate da 30.ª jornada, os ‘leões’, que entram em campo conhecedores do resultado do FC Porto, anfitrião na sexta-feira do Famalicão, são claros favoritos para voltar aos triunfos caseiros, após dois percalços, primeiro com o Famalicão (1-1) e depois com o Belenenses SAD (2-2).

Com três encontros ainda por realizar em Alvalade – os outros são com Boavista (32.ª ronda) e Marítimo (34.ª e última) -, os ‘leões’ sabem que não falhando em casa só precisam de somar mais um ponto fora – em Vila do Conde (31.ª) ou na Luz (33.ª) – para não dependerem de outros para chegar ao título.

Para o jogo com o último, que acabou na 29.ª jornada com uma série de 10 derrotas consecutivas, mas continua com cinco fora sem pontuar, o Sporting apresenta-se ‘escoltado’ pela ‘capa’ da invencibilidade, inédita à ronda 29 em edições com 18 equipas.

Em campeonatos a 34 jornadas – 1989/90, 1991/92 a 2005/06 e desde 2014/15 -, o melhor registo era do FC Porto, que, em 2003/04, não perdeu nos primeiros 27 jogos (22 vitórias e cinco empates), antes de cair por 2-0 no reduto do Gil Vicente, em encontro da 29.ª ronda – tinha um em atraso da 27.ª.

Com 22 vitórias e sete derrotas, os ‘leões’ também já igualaram o seu recorde de jogos seguidos sem perder, repetindo o que fizeram entre 1969/70 e 70/71, e podem, agora, replicar o dos outros ‘grandes’ na mesma época, os 30, em outros tantos jogos, do Benfica em 1972/73 e 77/78 e do FC Porto em 2010/11 e 2012/13.

Face ao Nacional, Rúben Amorim, de regresso ao banco após 15 dias (três jogos) de castigo, não terá os suspensos Gonçalo Inácio, expulso em Braga, e Tiago Tomás e Adán, que não poderiam ter encontrado melhor jogo para ‘limpar’ os cinco amarelos, a não ser não cumprir em nenhum, como Palhinha.

Em relação ao triunfo de Braga - o ‘milagre’ de Matheus Nunes, no único remate perigoso do Sporting, que ‘desistiu’ de atacar desde que ficou reduzido a 10, logo aos 18 minutos -, poderão ser novidades o guarda-redes Luís Maximiano, em estreia, e Luís Neto.

Se o Sporting chega em alta à 30.ª ronda, o FC Porto ainda deve estar traumatizado, a pensar como é que, em vez de se aproximar, ainda se atrasou na jornada 29, com um penalizador empate 1-1 em Moreira de Cónegos, depois de sete vitórias consecutivas.

De novo a seis pontos dos ‘leões’, os ‘dragões’ só podem pensar em vencer o Famalicão, no Dragão, tarefa que não será fácil, pois o 12.º lugar dos minhotos ‘esconde’ o registo de apenas um desaire na ‘era’ Ivo Vieira (mais três vitórias e três empates).

Em reduto alheio, os últimos números do Famalicão são ainda melhores, com duas vitórias expressivas (4-0 ao Marítimo e 3-0 ao Gil Vicente) e um empate em Alvalade pelo meio.

Ainda assim, o FC Porto sabe que está ‘obrigado’ a ganhar, não só para manter acesa a ‘chama’ do ‘bis’, mas também porque, atrás, o Benfica, terceiro classificado, está apenas a quatro pontos, e a próxima deslocação dos ‘azuis e brancos’ é precisamente à Luz.

Os ‘encarnados’, vencedores de oito dos últimos nove encontros, jogam horas antes dos ‘azuis e brancos’, deslocando-se ao reduto do Tondela, que está em alta, com apenas uma derrota – na receção ao FC Porto (0-2) – nas últimas seis rondas, registo que valeu a subida ao nono lugar.

Para este embate, Jorge Jesus já pode contar com Gabriel, que cumpriu castigo face ao Santa Clara (2-1), mas tem Taarabt em dúvida e não terá Otamendi e Weigl, que, estrategicamente, vão ‘limpar’ os castigos, para estarem prontos para o FC Porto.

Nos outros encontros da ronda, destaque, na abertura, quinta-feira, para a receção do ‘aflito’ Marítimo ao Sporting de Braga, que ficou a cinco pontos do Benfica, na luta pelo último lugar e acesso à ‘Champions’, ao perder com o Sporting.

Na sexta-feira, e antes dos jogos de Benfica e FC Porto, o Paços de Ferreira recebe o Belenenses SAD e o Vitória de Guimarães o vizinho Moreirense, e, no sábado, a anteceder o jogo entre primeiro e último, o Farense desloca-se a Barcelos, o Boavista aos Açores e o Rio Ave a Portimão.

Programa da 30.ª jornada:

- Quinta-feira, 29 abr:

Marítimo - Sporting de Braga, 20:30

- Sexta-feira, 30 abr:

Paços de Ferreira - Belenenses SAD, 15:00

Vitória de Guimarães – Moreirense, 17:00

Tondela – Benfica, 19:00

FC Porto – Famalicão, 21:15

- Sábado, 01 mai:

Gil Vicente – Farense, 15:30

Santa Clara – Boavista, 17:00 locais (18:00, horas de Lisboa)

Portimonense - Rio Ave, 18:00

Sporting – Nacional, 20:30

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.