O Sporting quer que o Benfica pague parte dos danos provocados pelo incendio na 'gaiola' de segurança do Estádio da Luz, no dérbi de novembro de 2011.

A partida da 11.ª jornada da I Liga 2011/2012 ficou marcada pelo incendio que deflagrou na zona dos adeptos leoninos, tendo provocado danos na estrutura do estádio, além da destruição de 556 cadeiras. Os 'leões' foram condenados a pagar 360 mil euros ao Benfica pelos danos provocados, pena que cumpriu num primeiro momento, para evitar consequências.

Contudo, o emblema de Alvalade avançou para o Tribunal Judicial de Lisboa para que a 'fatura' fosse dividida entre os dois clubes, tribunal esse que em 2017 negou a devolução dos 360 mil euros aos 'leões'.

O Sporting não desistiu, e de acordo com o jornal 'Record', levou o caso até ao Supremo Tribunal de Justiça, que agora remeteu o caso para a primeira instância, voltando tudo ao início.

Cabe agora à justiça decidir que as pretensões dos 'leões' são tidas em conta e se o Benfica vai dividir responsabilidades pelo incidente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.