O presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) do Sporting, Jaime Marta Soares, revelou hoje que vai propor a expulsão do Conselho Leonino do associado Rui Barreiro, antigo presidente da Câmara de Santarém e ex-secretário de Estado.

Esta foi uma das deliberações da reunião magna que hoje juntou cerca de 270 associados no pavilhão multidesportivo, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

"Convidei amavelmente o senhor Rui Barreiro para estar presente na AG, mas este recusou o convite vitimizando-se. Não posso estar de acordo com esta sua forma de estar na vida. Ele é reincidente neste tipo de situações. Por isso, tenho 30 dias para propor ao Conselho Leonino a sua exoneração. E, segundo os regulamentos do clube, nem sequer é preciso um processo disciplinar para consumar a sua expulsão", sublinhou Jaime Marta Soares.

O ex-autarca e ex-secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural tem assumido posições críticas à direção presidida por Bruno de Carvalho, tendo, depois optado pelo silêncio no Conselho Leonino de quarta-feira por, segundo Rui Barreiro, pela forma como foi conduzida a reunião.

"O senhor Rui Barreiro voltou a fazer-me acusações infames e que não se coadunam com o lugar que ocupa no Conselho Leonino", adiantou o líder da AG ‘leonina’.

O presidente da AG elogiou o clima da reunião magna que hoje juntou quase três centenas de associados.

"Foi uma reunião altamente positiva, na qual analisámos o estado da nação sportinguista. Falaram cerca de 40 associados, os quais tiveram total liberdade para exporem os seus pontos de vista", frisou.

Foi também proposto um voto de louvor ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, que criticou ferozmente as atitudes de Rui Barreiro.

Marta Soares acrescentou ainda que as contas do clube foram aprovadas por unanimidade, enquanto a aquisição à Sporting, SGPS, SA das ações representativas da totalidade do capital social da sociedade Sporting Comunicação e Plataformas foi aprovada com 97% dos votos.

O 'quente' tema da arbitragem de Luís Ferreira no jogo entre Sporting e Tondela (2-2), na sexta-feira, marcado pelas expulsões do guarda-redes Rui Patrício e do presidente Bruno Carvalho, mereceu um comentário de Jaime Marta Soares.

"É tempo de dizer basta. O Sporting anda a lutar pela transparência do futebol português. Há pessoas que estão a mais na arbitragem e com o intuito de prejudicar claramente o Sporting, Mas vamos continuar a lutar para sermos campeões nacionais. Não nos demovem desse objetivo", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.