O Sporting venceu, esta sexta-feira, o Nacional por 1-0, em partida da 30.ª jornada da I Liga. O único golo do encontro foi apontado por Luiz Phellype.

À procura da 8.ª vitória consecutiva, a 7.ª na Primeira Liga, o Sporting deslocava-se à Madeira para enfrentar o Nacional, com algumas baixas na equipa. Wendel não viajou para a Madeira (Razões disciplinares). Também Renan e Raphinha ficaram de fora, uma vez que estavam suspensos, depois de terem sido admoestados no último jogo.

A ocasião não se avizinhava propícia. Do outro lado, estava um adversário, que precisava de pontos de forma urgente, para ainda acalentar esperanças no que diz respeito à manutenção.

O Sporting iniciou a partida no estádio da Madeira, com três alterações em relação ao último compromisso. Doumbia entrou para o lugar de Wendel, Salin rendeu Renan na baliza e Diaby foi titular no ataque.

Logo na fase inicial, foram os leões que tomaram para si o comando. Compacto no miolo, com Doumbia e Gudelj, e Diaby e Jovane bem abertos nas alas, a equipa de Keizer começou por causar vários problemas à equipa madeirense, com rápidas trocas de bola. O primeiro remate da partida saiu da bota de Bruno Fernandes, logo ao minuto 3´.

Com forte reação à perda, a equipa leonina ameaçou pela primeira vez a baliza adversária, ao minuto 21´, numa jogada de combinação entre Bruno Fernandes e Diaby, com o maliano a finalizar para a figura do guardião do Nacional.

Minutos depois, Daniel Guimarães voltou a estar em destaque, primeiro ao defender um excelente pontapé de Jovane. Ao minuto 31´, na melhor ocasião da primeira parte, tirou o pão da boca a Diaby, que no frente a frente, não conseguiu fazer o primeiro da partida.

Ainda antes do intervalo, os leões ainda tiveram à sua disposição mais uma ocasião. Grande cruzamento de Acuña, com Luiz Phellype, a finalizar de calcanhar. Chegava ao fim a primeira parte, com os leões a somarem um bom número de oportunidades, muita posse de bola (65%), mas sem a mira afinada.

Na segunda parte, os verde e brancos voltaram a entrar a todo o gás, e Diaby voltou a ter o golo nos pés. Grande arrancada de Doumbia pela esquerda, que de seguida ofereceu o golo a ao colega, mas valeu Rosic a evitar o pior.

Cheirava a golo dos leões, que acabou por aparecer à passagem do minuto 63´. Livre de Acuña, com Luiz Phellype a surgir a finalizar de primeira, e a apontar o quinto golo no campeonato.

Respondeu o Nacional, num livre, apontado por Rochez. Mas a bola passou por cima da baliza (67´). Rochez, voltou a estar a evidência num lance de ataque insular, mas Salin antecipou-se ao dianteiro.

Com o marcador desfavorável, Costinha tentou refrescar, com as entradas de Hamzaoui e Riascos para os lugares de Filipe Ferreira e Camacho, mas foi o Sporting que voltou a estar próximo do golo. Depois de um cruzamento de Jefferson (entrou na segunda), Diaby finalizou, com a bola ainda a desviar num adversário.

Com o triunfo frente ao Nacional, o Sporting somou a 8.ª vitória consecutiva. Já o conjunto insular manteve o 16.º lugar e continua em posição delicada na tabela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.