António Simões mostrou-se esta sexta-feira apreensivo com o atual panorama de crispação no futebol português e apelou aos "três grandes" para que mudem a mentalidade competitiva de forma a ajudar o crescimento do futebol nacional.

«Não consigo perceber como o Benfica, FC Porto e Sporting não fazem entendimentos entre si, visto que são eles que dominam o mercado. O antagonismo só deve durar apenas durante o jogo e temos de acabar com a cultura de ganhar e destruir. Existe essa cultura desportiva em Portugal, com reflexos negativos para o futebol português», afirmou esta sexta-feira o antigo jogador do Benfica durante uma visita ao complexo do Marítimo.

Questionado sobre o atual momento do Benfica no campeonato, António Simões voltou a dar o seu voto de confiança no regresso às boas exibições da equipa de Jorge Jesus.

«Foi de alguma inconstância e incoerência mas tenho a convicção que o Benfica vai melhorar. Tem praticamente o mesmo plantel, o mesmo treinador e é apenas uma questão de tempo até encontrar o rumo certo», começou por explicar António Simões.

«Essa questão não se deve colocar. Existe uma ligação muito forte entre o presidente e o treinador, uma grande cumplicidade e acredito que vai continuar assim», acrescentou Simões sobre as condições de Jorge Jesus para continuar no Benfica caso não vença o campeonato nacional.

«Não somos o principal candidato. Felizmente temos três candidatos e era bom tivéssemos mais», sentenciou o antigo internacional português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.