"Perante as ameaças temos de estar vigilantes, mas perante os disparates é melhor rirmo-nos deles", afirmou Luís Filipe Vieira perante dezenas de adeptos encarnados sobre as relações tensas com o Sp. Braga.

Paralelamente ao futebol, o presidente do Benfica pronunciou-se sobre a novela que se arrastou sobre o andebol encarnado, devido a uma 'guerra' com a Faculdade de Desporto do Porto. "Durante meses travámos uma batalha dura pela ética, pelos jogadores e pelos adeptos. Estivemos meses sem treinador na equipa de andebol porque tomámos a opção consciente de quem não podia pactuar com o comportamento vergonhoso e discriminatório do presidente do Conselho Directivo da Faculdade de Desporto do Porto", frisou, em alusão à conduta de Olímpio Bento, que não queria permitir a libertação de José António Silva para o clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.