Ser campeão é o objectivo de Jorge Jesus para a época que se avizinha, “com plena confiança” de que vai acontecer. A isso, junta a vontade de fazer melhor que na época passada, o que implica “ganhar a Taça de Portugal, a Supertaça e a Liga dos Campeões”, competição onde quer “ir bem longe”.

"Fazer uma época melhor do que o ano passado significa poder ganhar tudo, o que é extremamente difícil. Mas no futebol nada é impossível. Hoje estou numa situação mais segura, com melhor conhecimento dos jogadores”, disse em declarações ao jornal Benfica.

Sobre os jogadores e mais concretamente sobre Gaitán, Jorge Jesus sublinhou que está “numa fase evolutiva”.

“O jogador que procurámos que tivesse características semelhantes ao Di María é o Gaitán. Está numa fase evolutiva, numa fase onde há muita carga de trabalho e em que muitas das suas capacidades técnicas, em função daquilo que conheço dele, ainda não foram suplantadas. Tenho muita fé nele, como tenho em todos os outros. Acredito que muito que o Nico [Gaitán] possa estar à altura daquilo que o Di María fez no Benfica”, sublinhou Jorge Jesus.

A Selecção Nacional também não está fora dos planos do técnico encarnado, mas não é um projecto para o imediato. Para já, quer continuar a sentir a “adrenalina” conseguida quando se treina um clube.

“Quanto à selecção, é um objectivo que tenho, mas neste momento durante os próximos dez anos ainda quero ser treinador de uma equipa, porque isso é que me dá adrenalina. Um treinador de uma selecção é um seleccionador e, na minha forma de pensar, esse cargo será sempre para um treinador que esteja numa faixa etária a partir dos 65 anos”, frisou.

O Benfica vai participar este fim-de-semana no Torneio de Guimarães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.