Segundo o "Estudo demográfico dos futebolistas na Europa", elaborado pelo Observatório dos Jogadores Profissionais de Futebol (OJPF), e que a Agência Lusa teve acesso, dos 390 jogadores da Liga lusa, 206 jogadores são estrangeiros, um número idêntico aos da competição do Chipre, que integra só 14 clubes.

Apesar da redução em 27 relativamente à época passada, a "importação" de jogadores para a Liga portuguesa continua a ter como mercado preferencial o Brasil (110), que em nenhum outro campeonato concretiza uma "invasão" semelhante: o campeonato turco é o segundo maior importador de jogadores, mas conta apenas com 30 brasileiros.

Apenas a Argentina, com 18 futebolistas, e a França, com 16, colocaram mais de 10 jogadores em clubes portugueses, que integram jogadores de outras 39 nacionalidades.

Nos 36 campeonatos analisados, Portugal é o principal exportador para os campeonatos cipriota, que conta com 47 jogadores lusos, e romeno, 19.
Portugal é o quarto exportador preferido dos clubes espanhóis, onde jogam 13 jogadores lusos, o sexto na Escócia (6 jogadores) e na Sérvia (2), o oitavo na Grécia (8) e Islândia (1) e nono na Suíça (4).

A segunda edição do estudo reúne informações sobre a estatura, posições, nacionalidade, emigração e internacionalizações de 12 524 jogadores de 36 ligas europeias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.