O treinador do Tondela disse hoje que a sua equipa está “a 99%” para visitar o Vitória de Guimarães, em jogo da 14.ª jornada da I liga de futebol, depois de ter estado em isolamento devido à covid-19.

“[Não estamos a 100%] Estamos a 99%. [Os jogadores] Estão bem. A equipa esteve a treinar em casa, por videoconferência, com diversas sessões, e creio que foi o suficiente e chegaram com muita fome de bola, muita fome de evoluir, muita fome de competir e nós, equipa técnica, com muita fome de treinar, o que faz uma combinação perfeita”, reconheceu Pako Ayestarán.

O Tondela cumpriu isolamento profilático entre 30 de novembro e 08 de dezembro, e regressou na quinta-feira ao Estádio João Cardoso para o primeiro treino conjunto depois de o treinador Pako Ayestarán e cinco atletas - Salvador Agra, Manu Hernando, Ricardo Alves e os guarda-redes Babacar Niasse e Pedro Trigueira - terem estado infetados com covid-19.

“Os treinos foram muito intensos, com muito ritmo. A verdade é que foram boas sensações e acredito que a equipa está preparada para competir e competir bem”, assumiu.

Aos jornalistas admitiu não ter pensado em adiar este jogo, apesar de ter tido apenas dois dias para treinos conjuntos, primeiro porque “não há muitas datas” e, depois, porque a equipa “está bem, treinou com muito ritmo, mais do que esperava”.

“Se visse o treino de hoje, o de ontem [quinta-feira] ou um de há 15 dias não seria capaz de perceber a diferença. E mais, inclusive a equipa está mais intensa que o normal e, como tal, não faz diferença”, assegurou.

Quanto à estratégia para sábado, o técnico assumiu que “não vai mudar por causa desta paragem”, já que a sua forma de trabalhar, reconheceu, “sempre foi a de preparar a equipa para diversas realidades, para enfrentar dificuldades e superá-las”.

Pako Ayestarán disse que a equipa “está consciente das suas capacidades e debilidades” e agora “o mais importante é manter a frieza emocional”, uma vez que defendeu que “o estado emocional é sempre importante, mas ainda mais daqui para a frente”.

“Independentemente do resultado, se ganharmos sabemos que temos muito que fazer. Seguramente temos muitas coisas para melhorar. Se empatarmos ou perdermos saberemos também que isto continua e que a equipa está bem”, acrescentou

O técnico insistiu na importância da atitude da sua formação de chegar “diariamente ao treino com a mentalidade de evoluir, de derrubar e ultrapassar barreiras e de fixar os patamares muito altos” e essa postura, acredita, “já está bem interiorizada no grupo”.

Em relação ao adversário deste sábado, o técnico espanhol reconheceu que “é uma equipa com muitos bons atletas individuais e com muito bom jogo” nas diversas posições em campo e, por isso, “é difícil de combater”, ainda assim, disse saber que terão “oportunidades” no jogo.

O Tondela, com 12 pontos e na 10.ª posição, e menos um jogo, defronta, pelas 18:00 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, o Vitória de Guimarães, em sétimo lugar, com 19 pontos, em jogo da 14.ª jornada da I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.