O Sporting sofreu a segunda derrota nos últimos três jogos na I Liga portuguesa de futebol, ao perder no terreno do Tondela, por 2-1, e caiu para o quarto lugar à passagem da 16.ª jornada. A equipa liderada por Pepa entrou a querer disputar o jogo e marcou logo aos cinco minutos, por Juan Delgado. Na segunda parte, apenas com dez, o Tondela dilatou o marcador com um remate de trivela do avançado Tomané, aos 74 minutos. Os 'leões' ainda reduziram a vantagem aos 76 minutos, por Mathieu, e procuraram chegar ao empate, com os centrais a servirem de avançados nos minutos finais, mas sem sucesso.

O Tondela, com dez jogadores meia parte, impôs a segunda derrota do Sporting comandado por Marcel Keizer, ao bater a equipa 'leonina' por 2-1, em jogo da 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. Com a segunda derrota na era do treinador Marcel Keizer, o Sporting termina a 16.ª jornada em quarto lugar, com 34 pontos, menos um que o Benfica, terceiro classificado, dois que o SC Braga Braga, e oito do FC Porto, líder do campeonato que visita Alvalade na próxima jornada.

Sem Bas Dost, Sporting sentiu dificuldades para marcar presença na área do Tondela

Na receção ao Sporting, o Tondela apresentou-se uma equipa aguerrida e com vontade de disputar o jogo, o que acabou por se materializar num golo logo aos seis minutos. Xavier recebeu a bola de Juan Delgado, na ala esquerda, e depois de passar com facilidade por Bruno Gaspar, cruzou para a finalização de cabeça do chileno.

Dois minutos depois, o Sporting tentou igualar a partida, através de uma investida de Raphinha, que serviu Bruno Fernandes num passe rasteiro, mas com o médio português a rematar ao lado da baliza. No primeira parte, o jogo revelou-se bastante físico e com ânimos exaltados entre as duas equipas em dois momentos com o árbitro da partida a ter de recorrer aos cartões amarelos para controlar a partida e em três minutos Nani, Hélder Tavares e Diaby viram 'amarelo'.

Numa partida em que Sporting estava sem o seu melhor marcador, Bas Dost (10 golos na liga), por lesão, o conjunto lisboeta procurava pressionar e criar oportunidades, mas com pouca concretização. O Tondela aguentou o caudal ofensivo do adversário e acabou por criar uma oportunidade de golo, aos 38 minutos, novamente com Xavier a cruzar e Tomané a aparecer no segundo poste, para uma grande defesa de Renan.

Na resposta, a equipa comandado por Marcel Keizer, esteve perto do empate, após um cruzamento, com o golo a ser negado a Raphinha por uma defesa atenta do guardião do clube do distrito de Viseu, Cláudio Ramos.

Sem poder de fogo, até os centrais jogaram no ataque

A segunda parte começou com a expulsão, aos 51 minutos, de Jaquité, do Tondela, e, logo a seguir, os adeptos do Sporting ainda gritaram golo num remate perigoso de Raphinha, mas Cláudio Ramos defendeu na linha.

Sem o Sporting conseguir assumir o jogo, o Tondela ia procurando o segundo golo. Se aos 58 minutos, Tomané, sem ângulo, rematou de trivela à trave, aos 74, não falhou e, de novo com o exterior do pé direito, atirou em arco para o 2-0.

Aos 76, a equipa liderada por Marcel Keizer reduziu a diferença, com golo de Mathieu, que encostou para a baliza um remate inicial de Montero, que reforçara o ataque dos 'leões' após o intervalo, substituindo Gudelj.

Seguiram-se várias oportunidades do Sporting, que chegou a jogar com os centrais Mathieu e Coates entre os avançados nos minutos finais, mas não conseguiu alcançar o empate. Já no período de compensação, Marcus Acuña viu um cartão amarelo e ficou de fora do 'clássico' da próxima jornada com o FC Porto.

Com este resultado, o Sporting recebe o FC Porto no próximo sábado na condição de quarto classificado a nove pontos da liderança e cada vez mais afastado da corrida ao título de campeão.

Momento do jogo - Golo de Tomané aos 74' minutos

O avançado do Tondela marcou um dos melhores golos da 16ª jornada num remate de trivela sem hipóteses de defesa para Renan. O Sporting jogava nesta altura em superioridade numérica devido à expulsão de Jaquité, mas o golo de Tomané garantiu uma vantagem confortável à equipa de Pepa.

Jogadores em destaque

Tomané - O golo de trivela que marcou aos 74' minutos e a forma como pressionou os centrais do Sporting ao longo de toda a partida foram determinantes para o primeiro triunfo do Tondela sobre o conjunto de Alvalade.

Cláudio Ramos - O guarda-redes português foi decisivo em segurar a vantagem do Tondela, especialmente no período em que a sua equipa sofreu mais por estar a jogar em inferioridade numérica.

Reações

Marcel Keizer: "O Bas Dost é um grande avançado, mas tínhamos jogadores para conseguir um bom resultado"

No final do jogo, o técnico do Sporting assumiu que a sua equipa não esteve bem no início do jogo, mas desvalorizou a ausência de Bas Dost e de outras soluções para o ataque.

"O futebol que praticámos foi muito pobre, não conseguimos controlar o jogo. O Bas Dost é um grande avançado, mas tínhamos jogadores para conseguir um bom resultado. Nos primeiros minutos não estivemos bem. Tentamos mudar para ganhar o jogo. Tentamos mudar, mas já estava 1-0. Ausência de Luiz Phellype? Vem da segunda liga e tem que se adaptar ao Sporting. Montero é muito bom".

Pepa: "Jogo heróico com algumas decisões complicadas de engolir"

No final do jogo, Pepa elogiou o seu grupo de trabalho pelo primeiro triunfo do Tondela sobre o Sporting.

"[Foi] Um jogo que vai ficar para as nossas vidas, um jogo heróico com algumas decisões complicadas de engolir. Mas, ninguém desistiu. Foi um jogo heróico de uma uma equipa solidária, Sabíamos que o Sporting tinha e ainda tem muita qualidade, tentámos evitar os cruzamentos mesmo sabendo que sem Bas Dost não tinham a referência habitual. O desafio que coloquei aos jogadores passa por ter critério com bola. Fizemos dois golos e o resto é preciso saber sofrer", começou por dizer Pepa em declarações à Sport TV.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.