Tem sido uma luta pela posse de bola no meio-campo numa primeira parte muita apagado, onde só nos últimos dez minutos o jogo aqueceu para fazer esquecer o frio que se faz sentir em Paços de Ferreira.

No meio de muitos cruzamentos falhados, o Sporting está com dificuldade em circular a bola. Mesmo assim, a formação comandada por Carlos Carvalhal teve as melhores oportunidades de golo.

O momento mais gritante dos quarenta e cinco minutos foi ao minuto 31, quando Liedson, isolado, foi desarmado por Danielson quando o “levezinho” se preparava para entrar na área pacense. E ainda ao minuto 44, também com selo do avançado leonino, que cabeceou forte e certeiro depois de um cruzamento de Saleiro, mas valeu a atenção de Coelho a evitar o golo com uma excelente defesa.

Já a equipa da casa teve uma excelente oportunidade ao minuto 40, por intermédio de Bruno, que entrou pela esquerda e cruzou rasteiro mas Carriço conseguiu cortar a bola de forma a evitar que o esférico chegasse a Wiiliam.

Nos últimos dez minutos o ritmo aumentou com ambas equipais a pressionarem mais, à procura do golo inaugural na Mata Real.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.