Fernando Gomes abordou esta manhã a possibilidade de o União de Leiria anunciar a sua desistência do campeonato nacional de futebol, que disse tratar-se de um episódio negro do futebol português.

«A ser verdade e a confirmar-se a desistência do União de Leiria, não deixa de ser um muito mau momento para o futebol português. As dificuldades financeiras, salários em atraso e o acumular de situações negativas não é desejável. Lamento pelos atletas, treinadores, funcionários, pelas famílias e pela cidade de Leiria.»

O presidente da FPF disse ainda que vai centrar esforços para que situações do género não voltem a ocorrer.

«Temos de fazer um esforço para inverter a atual situação e a federação está disponível para ajudar a encontrar soluções para acabar com a situação de salários em atraso.»

Intimamente ligado a este tema está a questão do alargamento da I Liga, algo que Fernando Gomes diz que apenas vai ser tratado após o fim do campeonato.

«Relativamente ao alargamento, recebemos a informação da Liga da sua Assembleia geral de ontem e a 14 de maio iniciaremos conversações sobre esta matéria, tendo em vista aprofundar e analisar a reformulação do quadro competitivo.»

Recorde-se que a Assembleia geral da Liga aprovou ontem o alargamento do número de clubes da I Liga de 16 para 18 através da realização de uma liguilha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.