A União de Leiria venceu hoje o Beira-Mar, por 1-0, e conquistou a primeiro triunfo na Liga de futebol à quarta jornada, em encontro presenciado pelo seu novo treinador, Vítor Pontes.

O conjunto do Lis foi orientado pelo adjunto Hélder Baptista e teve o sucessor de Pedro Caixinha (Vítor Pontes), a assistir no banco.

O argentino Shaffer, jogador emprestado pelo Benfica, voltou a ser preponderante na equipa do Liz, fazendo o único tento, aos 70 minutos, que valeram a conquista dos primeiros pontos no campeonato

Já a formação de Rui Bento, que vinha de uma sequência de resultados positivos, com dois empates e uma vitória, sofreu a primeira derrota na competição, bem como o primeiro golo no campeonato.

A equipa da casa começou melhor e esteve próxima de inaugurar o marcador, criando perigo, logo aos dois minutos, através de um livre, desviado de cabeça por Bura, que obrigou o guarda-redes Gottardi a uma defesa difícil.

Dois minutos depois, o Beira-Mar voltou a estar perto do golo, desta feita, por intermédio de Cristiano, que surgiu isolado e após cruzamento de Artur, atirou para fora, falhando as redes da baliza leiriense.

Apesar da pressão inicial dos aveirenses, a resposta dos forasteiros aconteceu ao minuto oito, com um remate do médio Marcos Paulo, que o guardião Rui Rego defendeu.

Com o avançar do encontro, a partida tornou-se mais monótona, o ritmo de jogo baixou e as oportunidades foram escasseando até ao final do primeiro tempo, em que se manteve o nulo no marcador.

O arranque do segundo tempo manteve a toada lenta, com as equipas a produzirem poucos lances ofensivos de qualidade.

O único golo do encontro veio “ressuscitar” a partida, aos 70 minutos, com Shaffer a atirar de longe e a acertar com a baliza “auri-negra”, não dando hipóteses ao guardião Rui Rego.

O técnico Rui Bento procurou inverter o resultando, fazendo entrar jogadores de ataque e o Beira-Mar foi “empurrando” os leirienses para a sua área, mas sem eficácia, mantendo-se o resultado até final.

A União de Leiria terminou a partida em “apuros” defensivos e ficou reduzida a 10 atletas pela expulsão do recém entrado Patrick, aos 90+2, que viu cartão vermelho direto por pontapear um adversário.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.