Após a partida relativa à primeira jornada do campeonato, entre Guimarães e Olhanense o defesa central queixou-se de não ter recebido qualquer valor após a assinatura de contrato com a formação vimaranense: “O clube não pagou nada por mim, não deu prémio de assinatura e eu não abdico de um direito meu. 50 por cento do passe é meu, se clube quer ficar com tudo eu prefiro ficar, se me quiserem”.

O clube revelou no seu site que na sequência destas declarações foi instaurado um processo disciplinar ao jogador, estando este suspenso a partir deste momento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.