Rolando foi o jogador escolhido para projectar o encontro de domingo, frente ao Portimonense, mas a goleada infligida ao Benfica na jornada anterior, continuou a ser o tema das perguntas.

“Estamos extremamente satisfeitos porque conseguimos uma vitória sobre um rival directo aumentamos a vantagem sobre o segundo classificado, foram muitos golos, não estávamos à espera, mas conseguimos com todo o mérito”, disse o internacional português, esta quinta-feira, na habitual superflash de antevisão.

Com uma vantagem de dez pontos sobre o segundo classificado, o Vitória de Guimarães, o FC Porto, aqui na voz de Rolando, não pensa em cair em facilitismos.

“Nesta casa nem se pensa em facilitismo, porque no FC Porto lutamos para ganhar e apesar de sabermos que temos uma vantagem confortável de dez pontos, o que não é normal, estamos preparados para, no mínimo, guardar essa distância”, afirmou Rolando.

“Continuamos em alerta, temos de continuar a ganhar e manter este ritmo porque é bom e agradável”, acrescentou.

Rolando sabe que a partir de agora, e mais do que nunca, os Dragões irão ser um alvo a abater.

“Todos já nos queriam ganhar, mas agora vai ser um desafio ainda maior porque querem ser a primeira equipa a vencer o FC Porto”, explicou.

A imprensa noticiou, esta semana, o interesse de alguns clubes estrangeiros no central, nomeadamente a Juventus, mas Rolando, apesar de achar “gratificante para a auto-estima”, quer continuar a trabalhar sob as ordens de André Villas-Boas.

“Até agora, está a ser um dos pontos altos da minha carreira, estou num bom caminho, juntamente com a minha equipa. Para mim o ponto alto é chegar ao fim-de-semana e ganhar”, atirou.

O líder FC Porto, com 28 pontos, defronta este domingo, às 20h15, o Portimonense (14º com 10 pontos), no Estádio do Dragão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.