André Villas-Boas disparou na direcção do árbitro Carlos Xistra na análise ao empate (1-1) com o V. Guimarães, que interrompeu a sequência de seis vitórias consecutivas na Liga.

"Há um penálti claro que dava o 2-0. Convém toda a gente ver. Já que toda a gente viu o que se passou aqui com o Benfica... Parece-me um erro declarado que muda o sentido do jogo e depois a expulsão é ridícula", disse o treinador do FC Porto na flash-interview da TVI.

O técnico portista foi cáustico nas críticas e lembrou a posição pública tomada pelo presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, Vítor Pereira, depois do jogo do Benfica com os vimaranenses, onde os encarnados reclamaram da actuação de Olegário Benquerença.

André Villas-Boas foi expulso do encontro por ter insultado o árbitro Carlos Xistra e o técnico dos Dragões explicou, em conferência de imprensa, o que aconteceu: “Protestei uma grande penalidade não assinalada. Não passaram repetições do lance, mas se eu não estiver correcto, faço mea culpa na próxima conferência de imprensa. Os jogadores disseram que foi uma grande penalidade óbvia. Eu vi, todo o banco viu e levantou-se. É demasiado nítida. Ao Carlos Xistra não lhe disse uma frase muito correcta, mas disse-lhe para abrir os olhos”

O técnico dos Dragões pede agora o mesmo “nível de detalhe e de sentido crítico, agressivo, como foi, de culpabilização” por parte de Vítor Pereira.

“Agora sentimo-nos no direito de exigir mais uma explicação e não esperar pela 10 jornada. Se tivermos esperar, vamos estar atentos. Mas tenho a certeza que vamos ter de esperar pela décima jornada porque, se calhar, este sentimento de revolta do F.C. Porto não terá o mesmo sentido apelativo que teve o de outro clube”, sublinhou Villas-Boas.

André Villas-Boas apelou ainda à Comunicação Social para que exerça pressão sobre a TVI na divulgação do lance que originaria uma grande penalidade a favor dos portistas.

Quanto ao jogo, André Villas-Boas não hesitou em afirmar que a sua equipa foi dominadora: “O F.C. Porto foi sempre dominador e foi pena não fazer o 2-0 cedo no jogo, porque saíamos daqui com a vitória. Houve poucas oportunidades do V. Guimarães para justificar o empate. O acumular de erros do árbitro ajudou ao desfecho final”.

O FC Porto empatou a um golo, esta segunda-feira, pela primeira vez esta época, com o Vitória de Guimarães, em jogo de fecho da sétima jornada da I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.