O Vitória de Guimarães venceu hoje a Oliveirense, da Liga de Honra de futebol, por 2-0, em desafio particular de preparação no qual revelou evolução face a desempenhos anteriores.

No segundo tempo, e quando o resultado já estava feito, os vimaranenses perderam gás, até porque foram trocados 10 jogadores de campo, mantendo-se apenas o guarda-redes Nilson após o intervalo.

A jogar no seu complexo de treinos – a arbitragem foi oficial, mas os atletas nem sequer envergaram camisolas numeradas – o Vitória de Guimarães construiu um jogo de sentido único na primeira parte, coroado com golo de William, que a quase 30 metros da baliza atirou rasteiro e sem defesa, com a bola a bater ainda no poste direito.

Após o reatamento, foi a vez de Douglas (53), de cabeça, dar o melhor seguimento a um cruzamento de Rui Miguel na direita, ampliando para o 2-0 que se revelou final.

Numa partida em que cada lance foi disputado nos limites, pois é nesta altura que se conquista a confiança dos treinadores, o intenso calor que se fez sentir em Guimarães não convidava a grande desgaste físico e os locais baixaram o ritmo.

Depois de uma primeira parte em que foi praticamente inofensiva, a Oliveirense, com menos mudanças no “onze”, acabou por aproveitar o relaxamento adversário para se mostrar um pouco mais e criou duas situações flagrantes de golo.

Na primeira, Nilson (56) negou o golo a Clemente, que surgiu isolado após erro defensivo, e na segunda Serginho, que substituiu o brasileiro na baliza, brilhou a igual nível ao desviar para canto um cabeceamento de Bru com selo de golo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.