Divisão de pontos em Guimarães: Vitória SC e Moreirense empataram a uma bola e os 'conquistadores' perderam a oportunidade de ultrapassar o Rio Ave na tabela classificativa, somando o terceiro empate consecutivo.

Pêpê marcou na primeira parte para o Vitória e Gabrielzinho retomou a igualdade no marcador já durante o segundo tempo.

O Vitória SC foi o primeiro a causar perigo na partida, quando aos quatro minutos Bruno Duarte apareceu frente-a-frente a Pasinato que fez a mancha e evitou o golo.

O Moreirense respondeu logo de seguida e com dois lances de perigo. O primeiro aos sete, com Douglas a atirar o remate de Fábio Abreu para canto e depois, na sequência desse canto, Fábio Abreu não conseguiu finalizar e só desviou, o que mesmo assim obrigou Douglas a uma grande intervenção.

O jogo estava bom, com oportunidades de parte a parte e um Vitória com mais oportunidades, mas com falhas na finalização. A partir dos 20 minutos o jogo acalmou, mas a equipa da casa acabaria por chegar mesmo ao golo através de grande penalidade.

Marcus Edwards foi tocado por Iago dentro da grande área e João Pinheiro aponta para a marca dos 11 metros, o terceiro penalti contra o Moreirense em três partidas desde a retoma do campeonato. Pêpê na conversão, viu Pasinato acertar no lado e ainda a tocar no esférico, mas sem evitar o golo vitoriano.

Após o intervalo, e sem mexidas nos onzes, o Moreirense foi à procura do empate, entrando melhor no segundo tempo com mais bola e criando mais perigo, até chegar ao golo da igualdade.

Gabrielzinho, aos 53 minutos, é isolado por Bilel e no frente-e-frente com Douglas não falhou e colocou o esférico no fundo da baliza dos ‘conquistadores’.

Aos 60', Ivo Vieira as primeiras mexidas com as entradas de André André e Ouattara para os lugares de João Carlos Teixeira e Davidson.

E porque não são só os jogadores que correm e se lesionam, Nuno Eiras, um dos assistentes de João Pinheiro, lesionou-se enquanto acompanhava um lance de ataque do Moreirense e obrigou à entrada do 4.º árbitro, Sérgio Guelho, para o seu lugar aos 65 minutos.

Depois do árbitro assistente e já com o jogo retomado, Gabrielzinho também teve queixas físicas e obrigou Ricardo Soares a mexer pela primeira vez, com a entrada de Luther aos 69'.

Apesar de Ivo Vieira ter colocado, com a entrada de Bonatini, dois avançados no ataque do Vitória SC, o jogo viu as oportunidades de golo diminuírem depois da longa paragem para a troca de árbitro assistente, ter quebrado o ritmo da partida.

Pedro Nuno, colocado em campo aos 77', assustou os 'conquistadores', mas o remate saiu por cima aos 88 minutos.

Já com os nove minutos de compensação em andamento, Florent viu o segundo cartão amarelo ao 90+7' e deixou a equipa de Ivo Vieira reduzida a 10 nos últimos minutos da partida.

Contas feitas, o Vitória SC somou o terceiro empate consecutivo depois da retoma do campeonato e perde a hipótese de tirar o Rio Ave do 6.º lugar e de se aproximar dos lugares europeus.

Já o Moreirense voltou a somar pontos depois da derrota na última jornada frente ao Rio Ave e conta com 34 pontos, na 10.ª posição da Primeira Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.