O avançado internacional gambiano Yusupha prolongou contrato com o Boavista por duas épocas, estendendo uma ligação iniciada em julho de 2017 e que terminava no final deste mês, anunciou hoje o clube da I Liga de futebol.

“Estou muito feliz e orgulhoso pela confiança que todos depositaram. Esta renovação de contrato tem um grande significado para mim”, reconheceu o dianteiro, em declarações publicadas no sítio oficial dos ‘axadrezados’ na Internet.

Yusupha, de 27 anos, somou 78 jogos e 15 golos em quatro temporadas ao serviço do Boavista, tendo marcado os dois tentos no decisivo triunfo diante do Gil Vicente (2-1), na 34.ª e última jornada da edição 2020/21 da I Liga, que garantiu a manutenção dos portuenses.

“A última época foi muito intensa, mas, felizmente, acabou bem graças ao esforço e união de todos. Estou muito feliz por contribuir de forma decisiva para que a época tenha terminado de forma positiva. Nas últimas semanas, aproveitei as férias para descansar e regressar mais forte. Quero fazer uma grande temporada no Boavista”, vincou.

Proveniente dos marroquinos do FUS Rabat, Yusupha começou a evoluir no Real de Banjul e é filho do malogrado Biri Biri, que sobressaiu nos espanhóis do Sevilha, de 1973 a 1978, e costuma ser considerado a maior figura futebolística de sempre da Gâmbia.

O avançado assinou a época mais concretizadora da sua carreira em 2020/21, com 23 aparições e seis golos, e era um dos jogadores em fim de contrato com o Boavista, que terminou a I Liga na 13.ª posição, com 36 pontos, cinco acima da zona de descida.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.