Armando Evangelista deixou de ser o treinador do Varzim, confirmou à agência Lusa Pedro Faria, presidente do emblema poveiro, que milita na II Liga de futebol.

A decisão foi hoje tomada ao início da tarde, colocando fim a uma ligação de quase cinco meses, uma vez que o treinador tinha sido contratado no início desta época, para substituir Nuno Capucho, que rumou ao Rio Ave.

Os resultados intermitentes da equipa nesta primeira fase do campeonato, no qual segue na 12.ª posição, com 12 pontos, após três vitórias, três empates e cinco derrotas, estiveram na base da decisão.

Num comunicado colocado, entretanto, no site do clube, o Varzim informou que, "após análise do momento actual da equipa, concluiu-se não haver condições para a sua continuidade no comando técnico".

Os responsáveis do clube estão já à procura de um sucessor para Armando Evangelista, mas será pouco provável que apresentem um novo técnico antes da partida deste domingo para a Taça de Portugal, frente ao Recreativo de Águeda.

Por enquanto, o emblema da Póvoa de Varzim garante que "até resolução da situação, a direção técnica da equipa profissional será assumida interinamente".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.