A equipa da casa chegou à vantagem apenas na segunda parte, aos 57 minutos, na sequência de um pontapé de canto, com Henrique a cabecear sem oposição, após centro tenso de Vinícius.

A confirmação do triunfo chegaria no final (88), por João Silva, que só teve que encostar, após assistência de Bruno Severino, fazendo o seu 11.º golo no campeonato.

O Desportivo das Aves mantém-se, assim, na parte cimeira da tabela classificativa (sexto lugar, com 37 pontos), enquanto o Varzim não descola dos últimos.

A primeira parte, muito fraca, ficou marcada por uma grande penalidade a favor do Varzim, que o árbitro de Setúbal Luís Reforço não assinalou, logo aos três minutos, por falta de Grosso sobre Rúben Saldanha.

O Desportivo das Aves criou a primeira oportunidade para marcar aos 12 minutos, através de um lance de bola parada: cabeçada de João Silva, após livre de André Carvalho, e intervenção de Marafona a impedir o golo avense.

O Varzim respondeu aos 22 minutos com um livre directo de Mendes a obrigar Rui Faria a boa defesa para canto, mas seria o Aves e João Silva a criar perigo, mas o desvio saiu a rasar o poste esquerdo.

Os poveiros entraram mais fortes no segundo tempo, conquistando alguns cantos, e teve um bom remate, por Rúben Saldanha (68), mas, antes, o Desportivo das Aves já se tinha adiantado no marcador (57), por Henrique.

Para os últimos minutos, ficaram guardados momentos de grande emoção: aos 87, o Varzim por muito pouco não empatou (Rui Faria defendeu cabeçada de Pedro Santos), e no contra-ataque seguinte o Desportivo das Aves chegou ao segundo e sentenciou a partida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.