O treinador do Santa Clara, Bruno Moura, considerou hoje que a promoção ainda é «matematicamente possível», mas sublinhou que para a equipa açoriana da Liga de Honra em futebol importa, sobretudo, «acabar a época em crescendo».

«A última imagem é que fica», afirmou o técnico dos “encarnados” de Ponta Delgada, remetidos para a nona posição da tabela classificativa, com 31 pontos, depois da primeira derrota caseira do último domingo frente à Oliveirense.

Na conferência de imprensa de lançamento do jogo de domingo com o Estoril, da 25.ª jornada do campeonato, Bruno Moura minimizou também os efeitos da situação de salários em atraso na produção da equipa.

«A situação de vencimentos em atraso perdura [os jogadores do Santa Clara estão sem receber desde Janeiro], mas temos tido resultados positivos», alegou, sublinhando tratar-se de «um problema que está a ser resolvido».

«Temos jogadores motivados e temos de fazer uma classificação honrosa», declarou, acrescentando pretender fazer do encontro com o Estoril – sexto classificado com 33 pontos – «um jogo para recuperar».

Bruno Moura reconheceu que o próximo adversário do Santa Clara «cria perigo em construção de jogo e nas jogadas ofensivas».

Falham a deslocação ao Estoril o guarda-redes Filipe Mendes e o defesa Fabeta, devido a lesão, e o defesa Ilic e o médio Platini, castigados por acumulação de cartões amarelos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.