O candidato à presidência do Santa Clara Mário Batista propõe-se “reduzir ainda mais a despesa” do único clube açoriano da Liga de Honra em futebol para ultrapassar as dificuldades que possam vir a surgir.

“O grande desafio [do Santa Clara] vai ser reduzirmos ainda mais a despesa por forma a que possamos ultrapassar com alguma tranquilidade os problemas que possam vir a surgir no futuro”, disse Mário Batista à agência Lusa, antes da apresentação da sua candidatura, hoje à noite, em Ponta Delgada.

Presidente adjunto de Cruz Marques nas últimas duas direcções dos ‘encarnados’ de Ponta Delgada, o candidato, que é acompanhado pela maioria dos elementos da Comissão de Gestão encarregada de garantir o funcionamento do clube desde Junho, pretende “aprofundar o processo de credibilização e afirmação do Santa Clara”.

Os novos dirigentes da equipa açoriana são eleitos em Assembleia-Geral convocada para 26 de Novembro, sendo a candidatura de Mário Batista a primeira a ser formalizada.

O dirigente reconheceu que os problemas financeiros do clube não têm solução a curto prazo, mas realçou que o processo de reestruturação iniciado em 2006 permitiu “regularizar no período 8,6 milhões de euros de passivo e 2,7 milhões de dívidas a fornecedores e sector estatal”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.