O treinador Carlos Brito disse hoje estar "confiante" com a prestação do Penafiel na II Liga de futebol, apesar de reconhecer que a descida de cinco equipas esta época "altera tudo", na véspera do arranque da edição 2015/16.

"Estou confiante, mas com uma dose de equilíbrio. Nunca dei nada por ganho ou perdido e temos de dar muito para conquistar tudo", disse Carlos Brito à agência Lusa.

O técnico destacou "a grande mudança que levou o Penafiel, com a entrada de 16 ou 17 jogadores", considerando "importante" o trabalho realizado para "o conhecimento mútuo" e "a definição de uma boa equipa".

"A pré-temporada tem corrido da melhor forma e culminou com a vitória importante no primeiro jogo [para a Taça da Liga, diante do Olhanense, por 2-0]", acrescentou Carlos Brito, cuidadoso na avaliação do que poderá ser a II Liga 2015/16.

O treinador do Penafiel defende que "a quantidade de jogos e o peso das cinco equipas que este ano descem de divisão altera tudo", admitindo mesmo que "outro galo cantará".

"Os factos e a minha experiência dizem-se que essa alteração [nas equipas que descem] é um dado importantíssimo e vai fazer deste um campeonato muito ‘sui generis’. Há oito ou 10 equipas candidatas à subida, mas não será de estranhar se, com esta alteração, virmos algumas delas ‘embrulhadas’ na confusão", considerou.

Carlos Brito admitiu que se possa olhar para o Penafiel na "perspetiva das equipas que descem poderem ser candidatas [à subida]", mas sem definir metas, dizendo apenas esperar "máxima entrega, querer e vontade", na certeza de "nunca dar nada por ganho ou perdido".

O Penafiel estreia-se na II Liga 2015/16, no sábado, como visitado, diante do Leixões, num jogo que o técnico prevê "complicadíssimo", envolvendo "duas equipas com muita vontade de vencer".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.