O presidente do Arouca, Carlos Pinho, assumiu hoje, durante a assembleia-geral extraordinária do clube, que se vai recandidatar ao cargo, em eleições marcadas para 17 de junho próximo.

"Tenho recebido imensas mensagens de apoio, tanto de Portugal como do estrangeiro. Os sócios e simpatizantes querem que continue. Eles sabem que não tive culpa da descida de divisão. Continuam a confiar no meu trabalho. Não podia ficar indiferente", disse o presidente do clube aos jornalistas, à margem da reunião.

O Arouca desceu de divisão na última jornada do campeonato, após a derrota no Estoril (4-2), com os mesmos pontos que o Tondela, mas com a desvantagem de um golo. Carlos Pinho não quis colocar a fasquia da próxima temporada no regresso à I Liga, prometendo apenas "fazer o melhor" que sabe para gerir o clube.

O plantel já está de férias e ainda não há definição quanto ao novo treinador. "Está no segredo dos deuses", brincou o dirigente, acrescentando que "será divulgado em momento oportuno".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.