Costinha ´atirou-se` contra as arbitragens dos últimos jogos da Académica. O técnico dos ´estudantes` não esquece o que aconteceu no jogo da 19.ª jornada da II Liga, com o Vitória de Guimarães B, que a Académica perdeu por 2-1.

No referido encontro, a ´briosa` foi derrotada nos minutos finais com um penálti convertido por Denis Duarte e teve dois jogadores expulsos.

"Em Guimarães não foi uma arbitragem, foi ladroagem. Não tenho a mania dos fantasmas, admito que os árbitros se possam enganar, mas quando os adversários também ficam perplexos é sinal de que há algo de estranho. Há muitas formas de afastar equipas da subida de divisão... Não posso apagar o jogo de Guimarães da memória, mas, no entanto, prefiro concentrar-me no que falta. Não desistimos. Com todas as contrariedades que podemos ter, desistir não faz parte desta equipa técnica ou dos jogadores. Se pensam que vamos deitar a toalha ao chão, estão enganados. Temos de respeitar a história desta grande instituição e demonstrá-lo", disse Costinha, na antevisão do jogo com o Sporting B.

Sobre o jogo com a equipa secundária dos ´leões`, Costinha ainda não sabe que jogadores irá João de Deus lançar já que no mesmo dia a equipa principal joga para a Taça da Liga e Jesus já sublinhou que vai usar alguns jogadores da equipa B.

"Não sabemos quais os jogadores que o treinador da equipa principal vai requisitar à equipa B, ou se vai ou não, mas o que me preocupa é a minha equipa. Será um jogo com a sua dificuldade, complexidade, mas temos de fazer o nosso papel e entrar em capo para vencer", comentou Costinha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.