O Cova da Piedade entregou esta semana na Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) os documentos comprovativos do cumprimento das obrigações salariais, disse hoje à agência Lusa fonte oficial do clube da II Liga.

Os piedenses falharam, em 16 de março, a entrega da documentação relativa ao período entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, situação que justificaram com um constrangimento “administrativo e de logística”, mas regularizaram a situação dentro do prazo adicional de 15 dias concedido pelo organismo.

Em 18 de março, a Liga notificou seis SAD, duas de clubes da I Liga e quatro da II Liga, para demonstrarem o cumprimento salarial dos últimos três meses, no prazo de 15 dias.

Boavista e Desportivo das Aves, da I Liga, Vilafranquense, Cova da Piedade, Académica e Leixões, do segundo escalão, foram os emblemas notificados.

Deste grupo, Boavista, Vilafranquense, Leixões e agora Cova da Piedade passaram a ter a situação normalizada.

Em comunicado, o Desportivo das Aves, em que a SAD pertence à sociedade liderada pelo chinês Wei Zhao, assumiu a existência de salários em atraso, devido à interrupção dos serviços na China, motivada pela pandemia de COVID-19.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.