O defesa brasileiro Lionn rescindiu o contrato que o ligava ao Desportivo de Chaves por mais uma temporada, disse hoje o clube recém-despromovido à II Liga portuguesa de futebol.

"Agradecemos a Lionn todo o empenho com que sempre serviu a nossa instituição e desejamos-lhe as maiores felicidades no próximo desafio", destacou o emblema de Trás-os-Montes no seu sítio oficial na Internet.

Contratado após seis épocas consecutivas no Rio Ave, o defesa de 30 anos, que tinha contrato até final da temporada 2019/20, participou em 14 partidas oficiais. Em Portugal já representou ainda o Vitória de Guimarães, Olhanense e Torreense.

Os transmontanos, que após três épocas no principal escalão estão de regresso à II Liga, confirmaram na sexta-feira passada a contratação do primeiro reforço para a nova temporada, o avançado brasileiro Wagner, de 32 anos, ex-Paços de Ferreira.

O Desportivo de Chaves, que confirmou em 21 de maio a continuidade de José Mota como treinador para a próxima temporada, divulgou no dia 24 de maio a contratação de Nélson Lenho para diretor desportivo, substituindo Paulo Grencho, e já anunciou as rescisões por mútuo acordo com o lateral direito Paulinho, o lateral esquerdo Luís Martins, o médio e capitão Bressan e o médio Ghazaryan.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.