Ricardo Moura disse respeitar a decisão da direcção «que colocou os jogadores a par de toda a situação», esperando «que tudo se resolva», sem temer que esta indefinição perturbe o rendimento da equipa.

O treinador afirma que «foram dadas todas as garantias ao plantel», pelo que «não existe qualquer instabilidade no balneário».

«Pelo contrário, estamos muito fortes e convictos de que vamos atingir o nosso principal objectivo», frisou.

No domingo, Luís Albuquerque anunciou que a direcção por si presidida pediu a demissão, situação que continua a ser analisada pelo presidente da Assembleia Geral.

O CD Fátima ocupa o 15.º e penúltimo lugar do campeonato, dependendo apenas de si para assegurar a permanência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.