O "chapéu" que Castanheira efectuou sobre o guardião local Hugo Ferreira (92 minutos) tornou-o no herói do jogo, em detrimento do jovem avense João Silva, cujo primeiro golo como profissional, aos 62 minutos, consumou a reviravolta no marcador (2-1), depois do Desportivo de Chaves ter feito o 0-1, por Clemente (24).

Com este resultado, o Desportivo das Aves soma agora dois empates no arranque da Liga de Honra, enquanto que o Chaves somou o primeiro ponto.

Na primeira parte, os transmontanos apresentaram-se mais concentrados em campo, com Clemente e Capuco a atormentarem a defesa avense. A equipa da casa mostrou muita dificuldade na ligação entre sectores.

Aos 24 minutos, o Chaves adiantou-se no marcador, num lance de contra-ataque, em que Capuco cruzou e Clemente finalizou.

Os locais ainda reagiram antes do intervalo e podiam ter empatado aos 41 minutos, quando Luisinho não conseguiu dar seguimento a uma boa assistência de Ricardo Nascimento.

Porém, foi no segundo tempo que o Desportivo das Aves apresentou outra face, chegando ao 1-1 logo aos 48 minutos, por intermédio de André Carvalho, que finalizou, de cabeça, um bom cruzamento de Leandro.

Aos 62 minutos, o avançado João Silva, de 19 anos, que cumpre a sua primeira temporada como profissional, concluiu um cruzamento na direita de Pedro Pereira, coroando 15 minutos de bom futebol da equipa da casa.

A partir daí, os avenses optaram por controlar a vantagem mínima e recuar no terreno, uma opção que acabou por lhes custar a vitória.

No único lance de verdadeiro perigo criado pelos flavienses na segunda parte, Castanheira respondeu a um cruzamento na direita de Carlos Pinto com um "chapéu" de primeira sobre Hugo Ferreira, fazendo o 2-2, aos 92 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.