O plantel do Nacional regressou hoje ao trabalho para preparar a época 2017/2018, na qual vai disputar a II Liga de futebol, já com a presença de 10 dos 12 reforços contratados.

Com o firme propósito de tentar o regresso à I Liga, após o inesperado insucesso da época passada, que ditou a despromoção ao segundo escalão, a direção do emblema insular apostou no técnico Costinha, que carrega essa difícil responsabilidade.

O técnico assume essa ambição do clube, mostrando-se ainda "feliz" por voltar ao primeiro clube no qual foi campeão como sénior, deixando uma promessa: "Trabalhar bem o presente, para ter um bom futuro."

A equipa sofreu uma grande transformação, com a saída de 18 jogadores, colmatada com a chegada de 12 reforços, havendo lugar a 12 continuidades. O plantel, que tem até ao momento 21 jogadores, espera ainda por mais dois ou três reforços, cujos nomes deverão ser revelados ainda esta semana.

O defesa Bheu Januário (ex-Liga Muçulmana, Moçambique) e o avançado Remus Chipirliu (ex-Juventus de Bucareste, Roménia) foram autorizados a chegar mais tarde, por motivos de ordem pessoal. Já Rui Correia, Vítor Gonçalves e Mauro não compareceram hoje, devido aos ventos que condicionaram a operacionalidade do aeroporto da Madeira, no domingo.

Hoje e terça-feira, serão dedicados única e exclusivamente aos exames médicos e testes físicos. O primeiro treino terá lugar na quarta-feira, dia em que a equipa levará a cabo duas sessões de trabalho. Até sábado, véspera da primeira folga, o plantel às ordens de Costinha cumpre seis sessões de trabalho, todas à porta fechada.

O habitual estágio foi encurtado esta época, com a equipa a deslocar-se para norte do país durante três dias (de 13 a 15 de julho), onde vai realizar dois jogos de treino diante de adversários a anunciar brevemente.

O restante trabalho será realizado na região, até porque o primeiro compromisso oficial tem data marcada para 23 de julho, altura em que se começa a disputar a Taça da Liga.

Plantel provisório do Nacional para 2017/2018:

- Guarda-redes: Gauther Cardozo (ex-Corinthians, Bra) e Framelin Ohoulo.

- Defesas: Bheu Januário (ex-Liga Muçulmana, Moç), Nuno Campos, Rui Correia, Júlio César (ex-Grémio Anapólis, Bra), Diogo Coelho (ex-Académica), Elízio (ex-Vizela) e Mauro Cerqueira.

- Médios: Geraldo (ex-Fafe), Yaya Bamba (ex-Desportivo das Aves), Edgar Abreu, Jota, Vítor Gonçalves e Diego Barcelos (ex-Varzim).

- Avançados: Murilo Costa (ex-Barra RS, Bra), João Camacho (ex-Celta de Vigo B, Esp), Vanilson (ex-Grémio Anápolis, Bra), Remus Chipirliu (ex-Juventus de Bucareste, Rom), Witi e Ricardo Gomes.

Treinador: Costinha.

Saíram 18 jogadores: Vítor São Bento, Bolat (FC Porto), Adriano Faccini (Desportivo das Aves), Victor Garcia (FC Porto), Tobias Figueiredo (Sporting), Nuno Sequeira (Sporting de Braga), César (Benfica), Washington, Filipe Gonçalves, Mezga, Tiago Rodrigues (FC Porto), Zizo, Salvador Agra (Benfica), Cádiz (Moreirense), Aristeguieta, Zequinha, Roniel e Hamzaoui.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.