O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) disse hoje não compreender as intenções da Liga de Clubes de aceitar que um grupo económico imponha jogadores estrangeiros às equipas da II liga a troco de patrocínios.

"Não compreendemos como é que a Liga, fazendo fé nas notícias que têm vindo a público, aceita que um grupo económico imponha jogadores aos clubes e aos treinadores, correndo o risco de colocar em causa a própria verdade desportiva", disse Joaquim Evangelista à agência Lusa.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) assinou, em Pequim, um acordo com a Ledman, ao abrigo do qual a multinacional chinesa Ledman vai patrocinar a II Liga a partir da próxima época.

De acordo com o presidente da Ledman, Martin Lee, a II Liga portuguesa passará a chamar-se Ledman LigaPro e os dez melhores clubes do campeonato receberão todos os anos um jogador chinês.

Pedro Proença, presidente da LPFP, não confirmou os números avançados por Martin Lee, optando por apontar o intercâmbio de jogadores chineses como uma "possibilidade remota".

Joaquim Evangelista considerou que "independentemente de ser verdade" o que tem vindo a público sobre o acordo de patrocínio, existem princípios fundamentais para defender o futebol português.

Segundo Evangelista, esses princípios são: "escrutinar a idoneidade dos investigadores, perceber se há alguma ligação direta ou indireta ao fenómeno dos resultados combinados e fazer a aposta nos jovens jogadores portugueses".

Joaquim Evangelista lembrou ainda que "recentemente o sindicato fez um acordo com a Liga e aceitou reduzir a massa salarial em troca da aposta nos jovens jogadores nacionais" e que "as equipas B e a II liga têm a função de ser um espaço de afirmação do jogador nacional e um espaço de transição".

Em Pequim, Pedro Proença afirmou que o acordo com a Ledman vai incidir sobre a II Liga, mas pode abrir "portas para que abranja a Liga de Portugal como um todo".

Com sede em Shenzhen, uma das mais prósperas cidades chinesas, situada junto a Hong Kong, a Ledman é especializada no fabrico de painéis publicitários de alta resolução, utilizados sobretudo em estádios de futebol.

É ainda patrocinadora das duas principais ligas de futebol da China e tem uma participação de 25 milhões de euros na Infront Sports & Media, empresa suíça que detém os direitos de transmissão dos jogos do Mundial da modalidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.