Por aquilo que as duas equipas produziram, o resultado acaba por se ajustar, num desafio nem sempre bem jogado e em que os jogadores tiveram sempre muitas dificuldades em adaptarem-se a um relvado muito pesado, devido ao mau tempo, e com algumas peladas.
Aos nove minutos, Tiago Rente abriu as hostilidades por parte do Carregado, num remate por cima da trave e, ainda antes do intervalo, aos 39, Sami teve a melhor ocasião de golo, mas não concretizou.
Muito pouco futebol nos primeiros 45 minutos, com muita luta a meio-campo.
O intervalo foi bom conselheiro para os jogadores, que vieram com uma outra dinâmica. Aos 63 minutos, André Carvalhas teve nos pés o golo, num desvio oportuno à boca da baliza, que Thiago Leal teve dificuldades em defender.
O Carregado, atrevido e com uma atitude muito forte, chegaria ao golo por Alexandre Matão, aos 70 minutos, com um remate à entrada da área, em que a bola bateu num defesa do Fátima e traiu Nené.
Já perto do final, aos 89 minutos, num lance pelo lado esquerdo, Nuno Sousa apareceu oportuno a desviar junto da baliza e selou o empate.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.