A SAD do Feirense repudiou hoje os “atos de violência” da Guarda Nacional Republicana (GNR) sobre os adeptos ‘fogaceiros’, no final do encontro com a Oliveirense, para a 17.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

Em comunicado divulgado no site oficial, a SAD do Feirense “lamenta e repudia, de forma veemente, os atos de violência registados no final da partida de hoje diante da UD Oliveirense”.

“A Guarda Nacional Republicana carregou sobre os nossos adeptos, sem que nada o justificasse, causando o pânico entre os presentes, incluindo mulheres e crianças”, pode ler-se na nota, que é acompanhada por quatro fotografias de dois dos adeptos alegadamente agredidos no Estádio Carlos Osório.

A SAD do Feirense refere ainda que “tudo fará para que se apurem as devidas responsabilidades”, mostrando-se ainda “solidária” com os adeptos, “nomeadamente aqueles que tiveram de receber assistência hospitalar”.

A agência Lusa tentou obter uma reação por parte da Guarda Nacional Republicana, mas, até ao momento, tal não foi possível.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.