Os forasteiros dominaram o primeiro tempo e chegaram ao intervalo a vencer por 2-1. Mas na segunda parte a equipa da casa reagiu e chegou ao empate, acabando por sofrer um golo contra a corrente do jogo.

A primeira metade conseguiu entusiasmar as bancadas, com duas grandes penalidades, uma delas falhada, três golos e muitas oportunidades, a maioria criadas pelo Freamunde.

O Covilhã foi quem primeiro criou perigo e, aos cinco minutos, Pimenta foi rasteirado na área por Romaric. Na marcação do castigo máximo Steven Vitória rematou forte à barra, na recarga, o capitão serrano, Edgar, atirou por cima. Aos 13 minutos, Bertinho arrancou pelo corredor direito e inaugurou o marcador, com um remate colocado. Aos 18 minutos Pizzi, junto à linha final, centrou para o coração da área, onde Auri salta mais alto para a igualdade.

Pouco depois Bertinho podia ter chegado à vantagem, não fosse a defesa por instinto de Diego. Ao minuto 31 Paulo Vaz tocou com a mão numa bola bombeada para a área. Na conversão da grande penalidade Emanuel voltou a colocar os visitantes em vantagem.

No segundo tempo os "leões da serra" surgiram com grande ímpeto ofensivo, e o golo do empate aconteceu após jogada confusa na área, aos 53 minutos, por Pedro Ribeiro, que entrou ao intervalo.

Nos minutos seguintes sucederam-se várias ocasiões de golo por parte do Covilhã e chegou a gritar-se golo, quando o remate de Zezinho tocou as redes laterais.

Aos 61 minutos, na sequência de um livre, Steven Vitória remata à barra e na sobra Josué atira ao lado.

Aos 84 minutos, quando o Covilhã mostrava superioridade, Bertinho bateu Diego e estabeleceu o resultado final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.