“A Assembleia Geral só terá dois pontos, a apresentação de listas e a discussão sobre a continuidade do futebol no clube. Em tudo vai depender a vontade dos sócios e os apoios que consigamos arranjar”, adiantou à Lusa Álvaro Cerqueira, presidente do Gondomar.

Para além da AG marcada para segunda-feira, o dia será de emoções fortes à espera do resultado do recurso apresentado ao Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) da decisão da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que despromove o clube aos campeonatos federativos.

“Vai ser um dia pesado. Vão haver muitas novidades”, comentou o presidente gondomarense, que garante ter tudo preparado para alinhar na Liga de Honra: “A equipa está pronta para podermos arrancar a qualquer momento. Temos tudo garantido, mas sem comprometer ninguém. Não vou tomar decisões que, no caso de não ficar à frente do clube, comprometam uma futura direcção”, explicou.

Álvaro Cerqueira ainda não decidiu a sua continuidade à frente dos destinos do Gondomar FC, mas caso a decisão do Conselho de Justiça da FPF vá de encontro ao recurso apresentado, a decisão será mais fácil de tomar.

"É claro, se ficarmos na Liga de Honra tudo será mais fácil. Ficámos mais seguros e estarei em melhores condições de continuar", esclareceu.

Fonte: Lusa 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.