“É uma situação preocupante a que se passa no Beira-Mar. Tenho desenvolvido contactos com dirigentes e autarcas no sentido de ultrapassar este momento de grande dificuldade que o Beira-Mar está a ultrapassar”, afirmou Hermínio Loureiro, em declarações à Agência Lusa.

O presidente da Liga de clubes sublinhou a “história” e a “paixão enorme pelo desporto” das gentes de Aveiro, mostrando esperançado em que “haja bom senso” para que se possam “encontrar soluções que permitam ultrapassar este momento difícil”.

O plantel e equipa técnica de futebol do Beira-Mar anunciaram quarta-feira que vão avançar com a “pré-rescisão” colectiva dos contratos, caso não os dois meses de salários em atraso não sejam pagos até ao dia 30 de Novembro.

A decisão foi comunicado em conferência de imprensa pelo capitão de equipa Hugo, que leu uma nota elaborada pela totalidade do plantel do clube, que ocupa a quarta posição da Liga de Honra de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.