Pela tarde, a anteceder o treino que estava previsto, houve uma reunião entre as partes, o treinador voltou a manifestar interesse em sair e a direcção aceitou essa vontade.

João Sousa já tinha colocado o seu lugar á disposição da direcção após a derrota frente ao Desportivo de Chaves, mas, então, a direcção não aceitou, tendo chegado mesmo a pedir para continuar.

O treinador João Sousa e o adjunto Francisco Valentim deixam o clube e já não orientaram o treino, que foi ministrado pelos restantes elementos da equipa técnica (Marco Delgado e Bernardo Tavares).

O director desportivo do Carregado enalteceu a atitude do treinador João Sousa.

“Foi uma pessoa de grande honestidade e soube analisar o momento da equipa. A saída foi por acordo mútuo”, disse Fernando Rosa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.