A La Liga começa este sábado sem nenhuma das suas equipas de topo e ainda sem adeptos, mas com esperança de que um verão incomum possa levar a uma temporada de surpresas.

Lionel Messi ficou, mas vai jogar um amigável contra o Gimnastic Tarragona, da Segunda B, no sábado, visto que o Barcelona não começa a campanha na liga com o novo técnico Ronald Koeman até a terceira jornada.

O campeão Real Madrid, o Barcelona, o Atlético de Madrid e o Sevilha ficam de fora do fim de semana de abertura, por terem estado envolvidos nas fases finais das competições europeias. Mas, mais do que os pesos pesados, que entrarão em campo no final deste mês, o campeonato terá saudades dos adeptos, cuja ausência pode ser sentida de forma ainda mais aguda no início de uma nova temporada do que na tentativa desesperada de terminar a última.

Em Cádiz, que está de volta à primeira divisão após 14 anos de ausência, as bancadas do Carranza teriam balançado, revelando um novo começo contra o Osasuna. Em vez disso, estarão vazias. Também haverá silêncio na abertura do campeonato em Ipurua, onde o Eibar continua o seu próprio milagre ao embarcar no sétimo ano consecutivo na primeira divisão, em casa contra o Celta de Vigo.

O plano da La Liga era dar início ao retorno dos adeptos durante o outono, aumentando as capacidades dos estádios de, no início, 30% até à capacidade máxima, algures no próximo ano. Mas um aumento preocupante de casos de coronavírus na Espanha veio significar que esses planos foram arquivados, com a liga a aguardar melhores  notícias do governo antes de dar qualquer passo nesse sentido.

"Acredito que ver estádios como antes só pode acontecer com uma vacina", disse o presidente da La Liga, Javier Tebas, na segunda-feira. "Espero que seja em janeiro ou fevereiro. Vários governos já a anunciaram e isso seria o começo do fim deste pesadelo."

Um início atribulado

A La Liga foi obrigada a mudar os dias dos jogos do fim de semana de abertura da época, apenas dois dias antes da data inicialmente marcada.

A liga espanhola anunciou na noite da passada quarta-feira que se resignou ao "absurdo" da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), de forma a evitar "danos desportivos irreparáveis aos clubes".

É a última de várias disputas entre os dois orgãos que controlam o futebol espanhol, que têm estado em luta devido ao calendário há mais de um ano.

A La Liga quer prolongar os jogos de sexta a segunda-feira para maximizar as receitas televisivas, enquanto que a federação está determinada a manter os jogos apenas aos sábados e domingos.

"De forma a evitar danos desportivos irreparáveis aos clubes afetados por este absurdo da RFEF, a La Liga reagendou os jogos inicialmente marcados para sexta e segunda-feira nesta primeira jornada", disse a Liga num comunicado.

Isto significa que o jogo de abertura da época inicialmente previsto para sexta-feira às 20h de Lisboa (19h em Espanha) entre Granada e Athletic Bilbao será disputado no sábado às 19h30 (hora de Lisboa).  E o Alavés - Real Bétis, que estava marcado para segunda, às 20 horas foi mudado para domingo, às 13 horas.

Desta forma o primeiro jogo da época será o Eibar contra o Celta de Vigo em Ipurua no sábado, às 15 horas. Todos os jogos continuam sem adeptos nas bancadas.

Mas a La Liga anunciou a sua "firme intenção" de levar este caso ao Ministério Espanhol do Desporto em relação à segunda jornada, que também tem apitos iniciais marcados para sexta e segunda-feira.

Um juiz em Madrid irá decidir a 6 de outubro que organização tem a palavra final no agendamento de jogos. A La Liga é responsável pelas duas principais divisões espanholas, enquanto que a federação supervisiona as competições do terceiro escalão para baixo, além do principal escalão feminino.

O calendário da 1ª jornada da La Liga

Sábado:

15h00: Eibar vs Celta Vigo

17h30: Granada vs Athletic Bilbao

20h00: Cádiz vs Osasuna 

Domingo:

13h00: Alavés vs Real Betis

15h00: Real Valladolid vs Real Sociedad

17h30: Villarreal vs Huesca

20h00: Valência vs Levante 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.