O Leixões, da II Liga portuguesa de futebol, prometeu hoje “cumprir os prazos regulamentares” para poder demonstrar que os salários de março e de abril dos seus profissionais estão em dia.

“Estamos totalmente tranquilos”, disse à agência Lusa uma fonte da SAD leixonense, acrescentando que “os sócios e adeptos podem estar tranquilos porque esta situação não constitui um problema”.

A reação surge depois da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ter informado que havia notificado o Boavista, da I Liga, e os ‘secundários’ Varzim, Académica, Leixões e Trofense para demonstrarem cumprimento salarial em março e abril, após falharem o controlo de maio.

“A Liga Portuguesa de Futebol Profissional informa que 29 sociedades desportivas – duas das quais com equipas B – cumpriram a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais referentes aos meses de março e abril”, pode ler-se numa curta nota de imprensa, hoje divulgada.

Além do cumprimento da generalidade do futebol profissional, os ‘axadrezados’, bem como dois clubes despromovidos da II Liga, a Académica e o Varzim, e ‘leixonenses’ e ‘trofenses’ falharam o disposto.

Assim, a Liga notificou os emblemas “para, no prazo de 15 dias, fazerem demonstração do cumprimento salarial dos referidos meses”. O prazo termina no dia 07 de junho.

O Leixões indicou ainda que está “a trabalhar para preparar da melhor forma a próxima época”, para assim “continuar a honrar” o seu nome.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.